Wednesday, July 23, 2008

A Tree and Its Fruit / Árvores e seus frutos

«No good tree bears bad fruit, nor does a bad tree bear good fruit. Each tree is recognized by its own fruit. People do not pick figs from thornbushes, or grapes from briers. The good man brings good things out of the good stored up in his heart, and the evil man brings evil things out of the evil stored up in his heart. For out of the overflow of his heart his mouth speaks» Luke 6:43-45
«Não há árvore boa que dê mau fruto, nem árvore má que dê bom fruto. Porquanto cada árvore é conhecida pelo seu próprio fruto. Porque não se colhem figos de espinheiros, nem dos abrolhos se vindimam uvas. O homem bom do bom tesouro do coração tira o bem, e o mau do mau tesouro tira o mal, porque a boca fala do que está cheio o coração.» Lucas 6:43-45
Yesterday our Pastor invited us to think once more about what comes out of our mouth. What we say about God, about us and about other people. Personally I struggle a lot more about what I say to myself and that leads me to thinking if I’m really sure that God loves me unconditionally. I’ve had a so-called self-esteem problem for most of my life but I was convinced that I had got ridden of that problem from the moment I accepted Christ as my Lord and Saviour. But I still find myself saying things (not so often though) like «I can’t do it», «I’m not good enough», «I will never be able to do that».
Let us watch closely what comes out of our mouth and ask God to transform our heart, so that we can only find good stored up in our hearts.
Ontem o nosso Pastor convidou-nos a reflectirmos mais uma vez sobre aquilo de que a nossa boca fala. Sobre o que falamos sobre Deus, sobre nós próprios e sobre os outros. No meu caso, a minha luta prende-se essencialmente com aquilo que digo a mim própria e isso leva-me a pensar se realmente tenho a certeza de que Deus me ama de forma incondicional. Sempre tive um chamado problema de auto-estima mas convenci-me de que me tinha libertado desse problema no momento em que aceitei Jesus Cristo como meu Senhor e Salvador. Mas continuo a dizer coisas (já não com tanta frequência) como «não sou capaz», «não sou suficientemente boa», «nunca conseguirei fazer isso».
Tomemos atenção a tudo o que sai das nossas bocas e peçamos a Deus que tranforme o nosso coração, para que apenas possamos encontrar bons tesouros nos nossos corações.

1 comment:

Lótus said...

Olá minha linda!!!

Sim, as férias correram bem, na companhia da família! ;) Somos bons frutinhos!!!!!!!! lololololo E como está a menina???

Bjs grandes!!!!!!!!!!!!