Thursday, November 29, 2012

Estando na Brecha

«No livro Glorious Intruder (Intruso Glorioso), Joni Eareckson Tada escreve sobre Diane, que sofre de esclerose múltipla: "No seu santuário silencioso, Diane volta a sua cabeça para o quadro de cortiça na parede. Os seus olhos observam cuidadosamente cada cartão. Cada foto. Cada pedaço de papel rasgado cuidadosamente alinhado numa fileira. O silêncio é quebrado quando Diane começa a murmurar. Ela está a orar. Alguns olhariam para ela, rígida e imóvel, e abanariam as suas cabeças, 'Que pena, a sua vida não tem significado'. Mas Diane confia, convicta de que a sua vida tem significado e que o seu trabalho de oração conta. Ela move montanhas que bloqueiam os caminhos dos missionários. Ela ajuda a abrir os olhos dos que são espiritualmente cegos no sudeste da Ásia. Ela afasta o reino das trevas que escurece os becos e ruas dos gangues a leste de Los Angeles. Ela ajuda mães sem-abrigo, crianças abusadas, adolescentes desesperadas, e idosos que morrem esquecidos no lar ao fundo da rua onde ela vive. Diane é uma intercessora. Ela ouviu o chamamento de Deus: 'E busquei [...] um homem que estivesse tapando o muro, e estivesse na brecha perante mim por esta terra.'" Então, Diane está nas linhas da frente que promovem o evangelho de Cristo, aguentando santos fracos, inspirando crentes duvidosos e alegrando o seu Senhor e Salvador.»
 
Do devocional A Palavra para hoje

Monday, November 26, 2012

Back to Happy Homemaker Monday!

The Weather:::
Cloudy but not cold. It rained a bit during the morning.

Right now I am:
Enjoying time with family.

Thinking:
That I miss my Granny so much.

On my reading pile:::
I think I have too many right now! I haven't read much lately.

On my tv:::
Tv is off!

On the menu for this week:::
I haven't done menu planning lately but I'll have to do this week.

On my to do list:::
Helping DD with school work.

What I am sewing, crocheting, knitting or creating:::
Christmas cards.

Homemaking Tips:::
No tips....

Looking around the house:::
Very quiet. My nephew and niece are here and they are both sleeping.

From the camera:::
My new bed...I love it!



On my prayer list:::
My friend Júnior, who has lost his mother, and little Petra.

Bible verse, Devotional:::
"The eternal God is your refuge,
and underneath are the everlasting arms."
Deuteronomy 33:27

Join Sandra at Diary of a Stay at Home Mom

Friday, November 23, 2012

Expectativas

Depois de largos meses sem escrever regularmente no meu blogue, estou de volta! Como acredito que nada na vida acontece por acaso, senti que o facto de nestes últimos dias tanta gente me ter perguntado pelo blogue (depois de meses e meses sem ninguém perguntar nada) deveria significar alguma coisa. E eis-me aqui. Como sou um bom exemplar do género «complicado», sinto logo a necessidade de me justificar. Mas hoje vou ser forte e resistir!!! E vou fazer como algumas crianças. «Porque deixaste de escrever?» «Porque sim!» «Porque voltaste a escrever?» «Porque sim!» Acho que é razão mais do que suficiente, não vos parece?
 
Há no entanto uma mania minha à qual não vou resistir hoje: a de reflectir sobre as coisas que vejo à minha volta, ou que acontecem comigo. E hoje apetece-me falar de expectativas. Não esperem nenhum tratado sobre o assunto, até porque não sou especialista, mas parece-me que o facto de termos expectativas (sobretudo demasiadas expectativas) em relação aos outros é uma das principais fontes de desentendimento entre as pessoas. E o pior é que às vezes elas nem se chegam a desentender. Criamos a expectativa, ela não é correspondida, ficamos desapontados e tornamo-nos frios em relação ao outro....às vezes até agressivos....e nunca lhe explicamos o porquê. Eu prefiro mil vezes que venham ter comigo e me digam: «eu criei esta expectativa em relação a ti e tu desapontaste-me».  E eu posso explicar-me, ou não. Mas posso sempre pedir perdão. E ser perdoada. Ou não.
 
Uma vez ouvi um pastor contar que antes do seu casamento disse à sua futura mulher: «Eu não tenho quaisquer expectativas em relação a ti, por isso tudo o que vier de bom é lucro.» Achei graça a isto porque, de facto, não deveríamos ter expectativas em relação a nada, e muito menos em relação às pessoas. Eu sei, somos seres humanos, e é normal que sejamos assim. Mas creio que podemos trabalhar isso e pedir a Deus que nos aperfeiçoe também nessa área. Todo o ser humano, por muito que goste de nós, e por muito boas intenções que tenha, falha. Isto para não falar das naturais diferenças entre as pessoas, que também contribuem para o desapontamento causado por expectativas não correspondidas. Sendo assim, o melhor caminho é sem dúvida não esperar nada. Jesus, que deve ser o nosso modelo, não teve expectativas em relação a ninguém. Aliás, Ele foi ainda mais longe. Sabendo que ia ser traído, continuou a amar. E morreu por todos nós.
 
Eu fico sempre muito triste e magoada (e sim, isto aconteceu-me recentemente e por isso escrevo sobre o assunto) quando alguém me trata menos bem ou se afasta de mim pelo facto de eu a ter desapontado. Sobretudo porque não tive qualquer intenção de o fazer. E estava convencida de que eu não criava expectativas em relação aos outros. Mas estava tão enganada! Quanto mais não seja, crio a expectativa de que os outros sejam como eu e não criem expectativas. Parece confuso? Não é! É mesmo assim!

Tuesday, August 07, 2012

Tempo de parar


Esta foto nada tem a ver com o que vou partilhar mas gosto dela. É numa praia da Ericeira e foi tirada um dia antes deste episódio de que aqui quero falar.

   Numa altura da minha vida em que eu estava a começar a convencer-me de que ninguém podia passar sem os meus cuidados, fui obrigada a parar e a deixar que cuidassem de mim. Entrei na urgência de um hospital com a certeza de que, após um ou dois exames, me mandariam para casa, possivelmente com uma receita e algumas recomendações. Mas para meu espanto, o que ouvi foi: «Fica internada e amanhã é operada»!

   Correu tudo bem, graças a Deus, e agora estou em casa a recuperar. Transcrevo aqui as palavras de Enja-Christiane Seemann, no livrinho que a minha mãe me trouxe no dia em que vim para casa:

«O tempo de doença é um tempo de descanso. Nesta perspectiva, aceitá-lo-ás com gratidão. No entanto, não estava programado. Foi-te imposto e alterou completamente os teus planos. "Isto agora não me convinha mesmo nada", terás certamente pensado ao seres levado para o hospital ou metido na cama. O que fica agora para trás...
Esforça-te por encarar o tempo como um dom. Quantas coisas podes fazer, precisamente agora, para as quais nunca há tempo, na lufa-lufa da vida daqueles que têm saúde.
Passas agora muito tempo a sós contigo. Talvez como nunca. Podes entregar-te, simplesmente, aos teus pensamentos, fazer perguntas, procurar respostas para os muitos "porquês". Porquê eu, concretamente, porquê precisamente agora, porquê esta doença? Talvez, pela primeira vez na tua vida, faças certas perguntas.
Talvez tenha sido a importância dessas perguntas que tornou necessária esta doença. É bom que a vejas como uma oportunidade para crescer na vida.
Sabe tão bem ser alvo de tantos cuidados! Como doente, podes saboreá-lo de consciência tranquila. Desejo-te pessoas amáveis, mãos prestáveis e bons médicos que te evitem as dores e te atenuem os sintomas da doença. Sobretudo, que estejas rodeado de familiares e amigos que te visitem, que pensem em ti, e que te provem como és importante para eles. Deste modo sentirás que és amado.»

   E é assim que eu me sinto: grata e amada. Amada por Deus e amada por tantas pessoas que Deus colocou na minha vida. Pessoas que cuidam de mim, que fazem aquilo que eu agora não posso fazer, que oram por mim, telefonam, mandam mensagens, visitam...enfim, que me enchem de mimos. Ainda assim, uma ou outra vez há quem diga: «Foi uma operação muito simples. Eu já fiz operações mais complicadas e tive de começar logo a trabalhar porque não tinha quem me fizesse nada». Simples ou não, foi-me recomendado repouso e nada de esforços. E eu cumpro. Obediência. E não quero ter pressa.

«Marta! Marta! Estás ansiosa e afadigada com muitas coisas.» Lucas 10:41


«Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu.
Há tempo de nascer, e tempo de morrer; tempo de plantar, e tempo de arrancar o que se plantou;
Tempo de matar, e tempo de curar; tempo de derrubar, e tempo de edificar;
Tempo de chorar, e tempo de rir; tempo de prantear, e tempo de dançar;
Tempo de espalhar pedras, e tempo de ajuntar pedras; tempo de abraçar, e tempo de afastar-se de abraçar;
Tempo de buscar, e tempo de perder; tempo de guardar, e tempo de lançar fora;
Tempo de rasgar, e tempo de coser; tempo de estar calado, e tempo de falar;
Tempo de amar, e tempo de odiar; tempo de guerra, e tempo de paz.»
Eclesiastes 3:1-8

E agora é tempo de parar, de descansar, um tempo para aprofundar e ampliar o meu relacionamento pessoal com Deus. E eu quero aproveitar esse tempo. Sem pressas. Sem culpas. Sem ansiedade. Sabendo que Deus é fiel ontem, hoje e eternamente!

Tuesday, March 20, 2012

Reflexões

  É impressão minha ou este está a ser um ano particularmente difícil para toda a gente? Todos os anos há naturalmente situações difíceis para uma série de gente. Mas este parece ser um ano em que ninguém escapa à dificuldade. E não falo apenas da crise. Ainda estamos no início do ano e à minha volta só vejo mortes, doenças graves, cirurgias, entre muitas outras coisas. E não me refiro ao que vejo, oiço e leio nas notícias. Tenho visto tudo isto a acontecer em pessoas que me são próximas ou que eu conheço.
  Não sei o porquê mas sei que, embora devamos depender de Deus todos os dias, é nestas alturas que melhor aprendemos a fazê-lo.

  E por falar em porquês, há em nós, seres humanos, uma necessidade terrível de encontrar respostas para tudo. E eu não sou excepção embora essa minha busca por respostas tenha acalmado muito. Mas estas minhas reflexões são muitas vezes uma tentativa de perceber algumas coisas, sobretudo os outros.
  Sempre que morre alguém jovem, as pessoas apressam-se a dizer que isso só aconteceu porque Deus precisava daquela pessoa lá no céu e que só os bons é que morrem cedo e os maus ficam cá todos. Ainda que eu perceba que isto é dito com a melhor das intenções, e ainda que eu própria não entenda o porquê, não me parece que Deus de vez em quando se veja de tal forma aflito lá por cima que tenha de vir aqui buscar alguém para O ajudar. Como também sei que não fica cá ninguém, nem mesmo os maus, e que temos inúmeros exemplos de bons que morreram tarde e de maus que morreram cedo.
  E já agora, se somos "bons" é somente pela graça de Deus. E o coração de cada um, só Ele é que conhece verdadeiramente.

Friday, February 10, 2012

Elie Saab

Não percebo nada de moda, nem sou uma seguidora atenta das modas, mas sou fã de Elie Saab. Fica aqui um cheirinho dos seus vestidos lindos.





Monday, February 06, 2012

Donald Zolan

Recebi um mail com estas pinturas lindíssimas de crianças, feitas por Donald Zolan. Não conhecia mas fiquei fã. Deixo aqui algumas mas a escolha foi difícil.










Um dia vou ter um de cada!!!

Estes panos da loiça são um espectáculo. Quando eu for rica, vou ter um de cada...lol. Podem encontrá-los aqui. Mas não me posso queixar. A semana passada a minha Mommy ofereceu-me pano da loiça, duas pegas e este avental, tudo a condizer. Como dizem os meus amigos brasileiros, amei!

Happy Homemaker Monday



I miss blogging!!!! I really do. So I'm back to Happy Homemaker Monday. For a start.

The weather in my neck of the woods:
Sunny and cold, but not as much as last week.

Things that make me happy:
Singing

Book I'm reading:
I bought four books yesterday and I still haven't decided if I will start reading the four at the same time or just one! Two are from Stormie Omartian, one is from Beverly LaHaye and another one form Ravi Zacharias.

What's on my TV today:
Nothing.

On the menu for dinner:
I still don't know. I haven't been planning much lately but I must do it.

On my To Do List:
Ironing

New Recipe I tried or want to try soon:
Orange churros.

In the craft basket:
Dolls and cards.

Looking forward to this week:
Nothing special.

Tips and Tricks:
No tips or tricks.

My favorite blog post this week:
Well....it fit last year!

Blog Hopping (a new discovered blog you would like to share with the readers):
Nothing new.

No words needed (favorite photo or picture, yours or others you want to share):



Lesson learned the past few days:
I can't think of anything.

On my mind:
DD, school and how much I miss homeschooling her.

Devotionals, Scripture Reading, Key Verses:
1 Peter 5:4

«And when the Chief Shepherd appears, you will receive the crown of glory that will never fade away.»