Tuesday, February 18, 2014

Subir escadas emagrece?

Imagem tirada daqui

Sempre ouvi dizer que subir escadas emagrece e faz bem à saúde. E cada vez que alguém me visita neste 4º andar sem elevador, dizem-me sempre com a língua de fora: "Isto é bom. Eu precisava de morar num lugar destes para perder uns quilitos!" Pois eu estou claramente convencida de que isto é um mito. Daqueles grandes. E agora, antes que a pessoa que me visita faça algum comentário, apresso-me logo a desfazer o mito. Subir escadas pode fazer muito bem, mas não sei bem a quê. À saúde não é certamente. Não tenho tido mais saúde desde que subo estas escadas diariamente. E já lá vão uns poucos de anos. Emagrecer também não. Desde que as subo que engordei mais de 20 quilos!!! Bom, não estou a dizer que a culpa seja das escadas. É que eu gosto de comer. Gosto mesmo. E depois há outros factores que agora não são para aqui chamados. Mas emagrecer não emagrece. Garanto-vos. Outro dia estive a contar e eu subo estes quatro andares uma média de nove vezes ao dia!!! Já deveria estar uma verdadeira top model, não vos parece? Mas não estou.
 
Ontem, conversando com a minha mãe, disse-lhe que ia investigar ou tentar a experiência de subir nove andares nove vezes ao dia. Talvez eu não esteja a subir assim tanto! E encontrei isto:

"1. Subir escadas faz perder gordura localizada
Mito dos brabos. O primeiro problema é que a pessoa que acredita nisso e começa a subir escadas em vez de ir de elevador não consegue ultrapassar o segundo andar. Mesmo que consiga chegar ao quarto, sua respiração estará tão ofegante que ela irá parar. Esse exercício que ela acabou de fazer foi anaeróbico, fazendo seus batimentos cardíacos dispararem. Para perder gordura localizada indica-se exercícios aeróbicos e durante 30 minutos, ou mais, permanecendo numa frequência cardíaca não tão alta. "Uma pessoa sedentária não vai conseguir manter essa atividade porque sua frequência vai subir, e frequência alta não é eficiente para perder gordura", diz Atalla.

O que há de bom em subir as escadas: A Organização Mundial de Saúde (OMS) sugere que uma pessoa suba 9 andares por dia. Essa sugestão faz parte de uma campanha para que a população mundial comece a se movimentar mais, no combate à obesidade. Além disso, tal atividade melhora o condicionamento físico. Mas não adianta subir três lances de escada e pegar o carro para ir à padaria, que fica a três quadras da sua casa – as ações precisam ser tomadas em conjunto. Uma hora subindo escadas gasta em média 1.000 calorias. Mas nem mesmo um profissional treinado consegue passar dos 20 minutos... " (Tirei este texto de um blogue - NÃO É MEU - mas não consigo encontrar o mesmo para indicar a referência!)

Mom, começo a juntar peças para a minha tese!!! A OMS só não diz quantas vezes temos de subir os 9 andares. Bom, ao trabalho. A investigação continua. E os treinos também. Mas será que tenho de comer menos também????

Qual é o meu tempo?

Se já disse esta frase acuse-se.

(@[259800756791:274:Ana Moreira])

Hoje a M80, na sua página de Facebook, pergunta-nos quem já disse esta frase. Eu já disse, confesso. E provavelmente todos os que já passaram a barreira dos 40 também já a disseram. Ou não? Acusem-se, vá lá...digam a verdade! Mas ontem ouvi-a da boca de uma menina com pouco mais de 20 anos. De que tempo estaria ela a falar? E de que tempo falo eu quando digo o mesmo? Afinal o meu tempo é aquele em que eu vivo. Será assim ou não? O meu tempo começou em 1969 e irá até quando Deus quiser.

Saving Mr. Banks


Não sabia bem ao que ia. Simplesmente porque não me informei. Pensei que se tratasse de uma espécie de continuação do célebre Mary Poppins. Mas enganei-me e fui agradavelmente surpreendida. Gostei imenso do filme e recomendo. Tom Hanks faz o papel do próprio Walt Disney e Emma Thompson o papel da escritora do livro “Mary Poppins”, P.L. Travers. O filme é baseado numa história verídica nunca antes revelada. Fiquei com vontade de rever o filme Mary Poppins.

Saturday, December 14, 2013

Um programa para as férias de Natal



"Da autoria de autoria artística de Nuno Maya e Carole Purnelle, “Circo de Luz” utiliza o vídeo mapping e a animação 2D e 3D para explorar o universo vintage, burlesco e festivo da arte circense, com vozes de actores a dar vida a personagens de animação, deslumbrando o público num imperdível espectáculo projectado nas fachadas do Terreiro do Paço.
O espectáculo conta com uma música original do grupo Deolinda e a participação de Nuno Markl.
O evento, organizado pela Câmara Municipal de Lisboa, em parceria com a Associação Turismo de Lisboa e a EGEAC, vai ser exibido de 14 a 25 de Dezembro, nas seguintes sessões: 18h, 19h, 20h e 21h."

Não nos cansemos de fazer o bem...

Não gosto normalmente de falar do bem que faço mas as coisas boas também são para partilhar. E esta manhã, ainda cansada da noite, alegrei-me muito e agradeci a Deus pelo fruto que vejo na minha filha. Tanto eu como o meu marido gostamos muito de ajudar os outros. Sempre e de todas as formas. Está-nos no sangue. E como cristãos que somos, não temos qualquer dúvida de que este é o caminho certo. E a nossa filha herdou esta nossa característica e, com Deus no seu coração, tem vindo a desenvolvê-la. E dizia-me esta manhã: "Mãe, estou cansada, deitei-me às seis da manhã, mas sei que fizemos a coisa certa porque foi Deus quem nos disse para o fazermos." Deus é muito bom!
 
E agora, só um aparte! Ao comentar o blogue da minha amiga Milca e ler "Prove que não é um robô" senti-me um bocado idiota! Isto de ter de provar constantemente que não sou robô é um pouco estranho. E não tão eficaz assim porque afinal há por aí muitos que conseguem passar nesta prova mas são autênticos robôs de carne e osso!!!

Thursday, December 12, 2013

De volta...mais uma vez!

Depois de uma conversa com a minha amiga Milca, e de espreitar o blogue dela, apeteceu-me voltar ao meu. Por quanto tempo? Não sei! Acho que sou um bocadinho bipolar nesta matéria (sem ofensa para quem o é verdadeiramente).
 
E assim de repente, embora me tenha apetecido voltar, não me apetece escrever sobre nada em particular!!! E neste momento estou distraída com a televisão. Logo eu que raramente vejo televisão!! Mas este Extreme Couponing, no TLC, deixa-me colada ao ecrã.
 
 
 
Também gosto de aproveitar descontos e oportunidades mas isto já me parece demais. Penso que ainda não é possível fazer nada a este nível no nosso país mas, ainda que fosse, exige muitas horas de planeamento. E eu tenho coisas muito mais interessantes para fazer. Já para não dizer que precisaria de mudar de casa porque basta-me fazer as compras do mês para ficarmos todos a tropeçar uns nos outros!

Monday, July 08, 2013

Isaías 59:21

As promessas de Deus são maravilhosas!
«...o meu espírito que repousa sobre ti,
as minhas palavras que coloquei na tua boca,
não se afastarão da tua boca,
nem da boca dos teus filhos,
nem da boca dos teus netos.
Sou eu, o SENHOR, que o afirmo,
desde agora e para sempre.»

Sunday, July 07, 2013

Contagem de bênçãos - Junho

Ando sempre a fazer pausas, interrupções, o que quer que lhe queiramos chamar, no meu blogue. E depois volto cheia de energia. Mas essa energia por vezes não dura mais do que um ou dois dias! Quando ligava importância a essas coisas dos signos, dizia que é por ser Balança, balançando ora para cá, ora para lá! Mas com muita ou pouca energia, por um dia ou por mais, aqui estou novamente. E apeteceu-me retomar algo que eu costumava fazer. Não, a ideia não é minha, mas sempre que vejo boas ideias que posso adoptar, não perco tempo. E esta é uma boa ideia. Mais do que isso, é um bom exercício. A de contar as bênçãos. Mês a mês. Este não foi um mês extraordinário mas todos os dias temos sempre tanto a agradecer a Deus. E por vezes esquecemo-nos disso. Eu quero fazer este exercício. Não irei sempre falar de tudo. É impossível. Isso fica para as minhas conversas diárias com o Pai. Mas, por vezes, ao fazê-lo, dou por mim a lembrar algo a que na altura nem dei muita importância ou que até me esqueci de agradecer. Então vamos lá exercitar a memória (ui, o meu calcanhar de Aquiles!):
 
  • Descobrindo a Maturidade   
    Uma iniciativa da Igreja Reviver, que tem sido uma bênção. Não basta aceitarmos Jesus. Temos de crescer, amadurecer, ser a cada dia mais parecidos com Jesus
  • Ar condicionado. Falo tanto no ar condicionado, que já me gozam. Mas eu agradeço por ele todos os dias. E nestes dias, em que o calor tem sido demasiado, como eu me sinto agradecida. Por termos podido comprá-lo, por termos possibilidade de pagar a conta da electricidade. A vida nestes dias é muito mais fácil com um aparelho destes, especialmente quando se vive numa casa que é um autêntico forno.
  • A boa recuperação do meu marido, depois da cirurgia a que se submeteu.
  • O fim das aulas. Já não estudo mas quando chega a esta altura do ano, já estamos todos a precisar de férias. Pais e filhos.
  • A directora de turma da minha filha. Uma mulher maravilhosa, que tivemos o privilégio de conhecer numa altura difícil das nossas vidas. Uma excelente professora e que é como uma mãe para os seus alunos. E até mesmo para os pais.
  • Os Eléctricos. A banda onde toca o meu primo Nuno e que ainda conhecia mal. Assisti a dois concertos deles e fiquei fã. Comprei logo o CD e tem sido uma animação no nosso carro. E gostei de conhecer a vocalista, a Maria João, uma mulher simpática e muito divertida.
  • As melhoras do meu rosto. Depois de meses de incómodo e de comentários muito pouco simpáticos, estou praticamente bem mas ainda em tratamento. Eu sei que Deus fez um milagre e que usou um excelente médico, o Dr. João Maia e Silva. 
  • Oficinas de Música. Foi uma experiência muito boa. A minha filha queria aprender piano e, como havia coro no mesmo horário, inscrevi-me. Estou grata a Deus pela vida de todos os professores que dão do seu tempo e que partilham os seus dons. E tivemos a nossa audição este mês, que correu muito bem.  

  • O concerto de Maria Rita. Uma prenda de aniversário (bastante antes do tempo!) da minha filha, comprada com o dinheiro que ela vai ganhando nas suas vendas e serviços de manicura, entre outros. Gostei do gesto da filha e gostei do concerto. Nunca tinha ouvido cantar Maria Rita mas conhecia muitas das músicas que ela cantou, pois este concerto foi um tributo à sua mãe, Elis Regina.
  • Rever a minha grande amiga Alice Isabel. Somos amigas há muitos anos mas nos últimos anos, temos estado juntas poucas vezes. A amizade é algo maravilhoso e eu sou muito grata pelos muitos e bons amigos que tenho na minha vida.
  • O funeral do Pastor Alfredo Rosendo Machado. Talvez seja estranho estar grata por este acontecimento mas, embora não o tenha conhecido, fiquei maravilhada com os testemunhos que ouvi acerca deste grande homem de Deus. E é muito bom saber que alguém marcou desta forma a vida de tanta gente. Conheço a sua família, que é muito especial para mim.
Há mais, muito mais, mas hoje fico-me por aqui. Que possamos ter sempre o nosso coração cheio de gratidão.
     
 
 
 

Sunday, June 16, 2013

Não entendo....

Hoje eu e a minha filha acompanhámos a minha mãe numa visita a uma grande amiga da minha querida Vovó. 88 anos, uma lucidez surpreendente e uma memória que quase invejei....ainda sabe os aniversários de todos nós, até mesmo da minha sobrinha que faz um ano agora em Julho! Mas uma saúde demasiado frágil, uma magreza extrema, muita dor, muito sofrimento. Nenhuma revolta. Apenas a dificuldade em entender o porquê de continuar aqui. "Porque será que o Senhor não me leva já?" Não sei, também não entendo. Um dia vamos entender. Ou talvez não. Isso já não será importante e talvez já nem queiramos saber os porquês. Mas Ele sabe!
 
Lembrou-me a minha Vovó. Tanto, tanto! Pela amizade que as unia. Pela idade. Pela semelhança física. Dei graças a Deus porque a minha Vovó foi poupada ao sofrimento pelo qual a sua grande amiga está a passar.
Deixámo-la lavada em lágrimas. Saí lavada em lágrimas. Mas feliz porque Deus colocou em mim e em muitas outras pessoas um amor enorme pelos mais crescidos.
 
Posso não entender muita coisa mas quero sempre amar e cuidar.

Sunday, May 12, 2013

A brincar, a brincar...

Ontem, escrevi este pequeno desabafo no meu mural do Facebook:
 
"Sou benfiquista mas a minha vida não gira em torno de um clube de futebol e é assunto que nem abordo, mas hoje apetece-me deixar um desabafo: espanta-me como pessoas crescidas, supostamente inteligentes, muitas crentes em Deus, se envolvem em discussões e insultos, e perdem grande parte do seu discernimento, por causa de uma bola!"
 
E a propósito, do mesmo, o meu marido disse-me que provavelmente as pessoas que se envolvem nestas discussões estão apenas a brincar e que não o fazem por mal, nem pretendem ser ofensivas. Fiquei a pensar naquilo...Talvez ele tenha razão. Mas fiz uma outra reflexão para mim própria, sem querer julgar os motivos que estão por detrás de cada um desses comentários.

É bom brincar mas, e falo por mim que tenho uma tendência para recorrer ao sarcasmo, muitas vezes dizemos a brincar o que pensamos a sério. A brincar, a brincar, vamos dizendo aquilo que não temos coragem de dizer a sério. E há coisas que têm de ser ditas a sério, mas com amor. E outras em que não há pinga de amor e que é melhor não dizer, nem a sério, nem a brincar.