Thursday, April 15, 2010

A importância da mulher que está em casa

Gostava de partilhar aqui um texto que li no blogue Home Living, embora tenha feito uma tradução adaptada, pois não é minha intenção atacar as mulheres que trabalham fora de casa, nem afirmar verdades absolutas. Este texto é sobretudo para aquelas mulheres que estão em casa, seja por que razão for, e que estão convencidas de que o seu trabalho não é importante. Eu sei que este é um assunto polémico, sobretudo nos dias que correm, e eu podia escrever aquilo em que acredito com a desculpa de que o blogue é meu e escrevo aqui o que eu quiser. Acredito na importância de as mulheres estarem em casa, embora não afirme de forma alguma que todas deveriam estar em casa. Conheço muitas mulheres fantásticas, que vivem de acordo com a Palavra de Deus e que têm famílias lindas, e no entanto trabalham fora de casa. Mas não gosto de ver aquelas que estão em casa a diminuirem o seu trabalho e a diminuirem-se a si próprias pelo facto de estarem em casa. Por isso este texto é para essas mulheres:
É importante uma mulher estar em casa porque é aí que ela tem liberdade.
Algumas pessoas pensam que a mulher que está em casa está presa e não pode ir para onde quer. Mas isso não é verdade. Ela tem muito mais liberdade do que qualquer mulher com um trabalho fora de casa. Ela pode ir às compras, comprar comida saudável para a sua família, ou procurar coisas que tornem a sau casa um lugar agradável para se viver. Ela pode fazer o seu próprio horário, de acordo com as necessidades da sua família, e toma as suas próprias decisões de acordo com aquilo que é melhor para a família.
É importante uma mulher estar em casa porque ela tem um trabalho para fazer que só a ela pertence fazer.
Ser dona de casa é mais do que limpar e cozinhar, embora estas coisas sejam importantes. A mulher que está em casa tem uma razão mais profunda e espiritual para o fazer, embora não deva negligenciar a limpeza e a cozinha. Tudo se conjuga de forma harmoniosa. Se se tratasse apenas de cuidar da parte física de uma casa, poderia simplesmente contratar alguém para fazer esse trabalho. E se estivesse em casa apenas por razões espirituais, também perderia muitas coisas interessantes que fazem de uma casa um verdadeiro lar.
É importante uma mulher estar em casa para colocar limites às exigências com que a sua família se depara.
Sem uma mulher em casa a estabelecer limites sobre como gastar dinheiro ou em relação a actividades que ocupam muito tempo, outras pessoas aproveitar-se-iam disso. As crianças precisam das suas mães para organizarem as suas actividades e o seu descanso. Os homens precisam de encontrar em casa um refúgio para o stress e onde possam ser cuidados e alimentados. As mulheres são necessárias para proteger a saúde dos seus maridos e filhos.
É necessário tempo em casa para que as mulheres se dediquem ao seu alimento espiritual.
É importante reservar diariamente um tempo para meditar e orar. Qualquer pessoa pode cuidar do lado físico de uma casa, mas a mulher que se preparou espiritualmente, fá-lo com um propósito maior: que ela e a sua família estejam cada vez mais perto de Deus. A Palavra de Deus é comparada a uma semente. Ela tem de ser plantada em nós para que possa crescer. Uma mulher que se alimenta da Palavra de Deus será capaz de se lembrar daquilo que leu quando for confrontada com problemas. Sem este tempo de meditação e de oração, o seu trabalho torna-se apenas material e mecânico. Ela tem de reservar tempo para ler e estudar a Bíblia. Esta é uma boa altura para organizar os seus pensamentos e para orar acerca dos desejos do seu coração. É o seu tempo pessoal de louvor e adoração, em que dedica o seu serviço a Deus. Há uma grande diferença entre uma casa limpa e uma casa cuidada. E isso terá impacto nos vizinhos e nos amigos, que verão na sua forma de cuidar da casa e da família a glória de Deus.
É importante uma mulher estar em casa para ensinar os seus filhos.
Isto é difícil de ser feito quando as crianças passam o dia quase todo em instituições que não vivem os valores e a fé das suas famílias. As mulheres que estão em casa podem ensinar os seus filhos a respeitar e honrar os seus pais, e a comportarem-se. As crianças precisam de aprender a valorizar aquilo em que os seus pais acreditam e a respeitar as tradições da família. Estando em casa, as mulheres podem exercer uma maior influência junto das suas famílias. Talvez por isso haja tanta resistência para que as mulheres estejam em casa.
É importante uma mulher estar em casa porque assim não tem de comprar tudo.
Ela pode fazer coisas em casa e não tem tanta necessidade de andar sempre a comprar. Pode conservar aquilo que tem, em vez de estar sempre a substituir. Conheço mulheres que são capazes de consertar electrodomésticos, restaurar móveis, semear alimentos para serem consumidos em casa ou fazer as suas próprias roupas. Sabem como tratar as tosses e as picadas de abelha dos seus filhos, ou cortar o cabelo ao marido e aos filhos. Deixam de depender do dinheiro para tudo. Em casa, também podem vestir o que quiserem sem se preocuparem com o que os outros pensam. Sem gastar tanto dinheiro, penso que as mulheres podem ser mais criativas em casa.
É importante uma mulher estar em casa para exercer a hospitalidade.
Os melhores hotéis e restaurantes não nos conseguem dar o acolhimento e o conforto que a hospitalidade em casa proporciona. Basta às vezes um chá e uma torrada servidos com amor numa casa especialmente preparada para receber alguém, para proporcionar um bálsamo melhor do que qualquer programa social nos pode oferecer. A hospitalidade é muitas vezes referida na Bíblia, como podemos por exemplo ver em Actos 16:14. Imaginemos uma pessoa que está a passar por uma crise pessoal e que precisa de algum consolo. É uma pena que tenha de recorrer a outras soluções quando às vezes tudo aquilo de que precisa é de um pouco de hospitalidade. É importante as mulheres estarem em casa, disponíveis para qualquer situação de emergência. É desencorajador para as mulheres mais novas, que precisam de encorajamento e conselho, verem que não há ninguém a quem possam recorrer porque todas as mulheres estão longe de casa a trabalhar. A Bíblia dá às mulheres um papel especialmente criado para elas: o de cuidarem dos seus lares.
É importante uma mulher estar em casa para que os homens possam exercer o seu papel de provedores e tenham um verdadeiro lar ao qual regressar todos os dias.
Muitas vezes, as mulheres, ao trabalhar fora de casa, estão a afirmar que não confiam no papel dos seus maridos enquanto provedores. E quando os maridos obrigam as suas mulheres a trabalhar fora de casa, também não estão a agir de acordo com a Bíblia. E estão a afirmar que não acreditam que o plano de Deus seja suficientemente bom.
As habilidades domésticas desenvolvem-se com a prática e, quando as mulheres passam o dia todo fora de casa, não têm tempo para as desenvolver.
É importante uma mulher estar em casa porque é aí que ela sofre menos pressões para se conformar com a mentalidade deste mundo.
Ela é aceite pela sua beleza interior e encoraja o seu marido e os seus filhos a respeitarem-na a si e ao seu trabalho.
É importante uma mulher estar em casa, porque é aí que reside a sua maior autoridade.
Nenhum outro lugar pode ser de tanta honra e responsabilidade, um lugar onde a sua influência poderá passar de geração em geração.
Deus sabia o que estava a fazer quando falou da importância do trabalho das mulheres em casa. Ela pode cuidar de toda a família e adaptar o lar às necessidades de todos. Pode cuidar de pais ou avós quando estes precisam, ao mesmo tempo que ensina os seus filhos. Pode ajudar quem precisa. Pode desenvolver dons e talentos. E é a ajudadora do seu marido.
Este texto fala naturalmente de filhos mas não pensem as mulheres sem filhos, ou cujos filhos já saíram de casa, que não podem ser importantes em casa. Qualquer dia, publico aqui também um texto para essas mulheres.

3 comments:

carla e chiara said...

Se realmente quisermos exercer o nosso papel temos muito o que fazer
dentro do nosso lar para nossa família.

Gi said...

Olá Lara,
Antes demais, ainda não tinha comentado este teu post pq não o tinha visto. Voltei à faculdade estes dias para fazer umas equivalências, então como este processo de Bolonha consiste numa avaliação continua, tenho chegado a casa completamente cansada... Ainda estou adaptar-me a este novo ritmo: trabalho, aulas, voluntariados, etc... [e agora sem o meu Floquinho.. LOL] Mas pronto, é tudo com orientação de Deus, por isso, tudo fazendo porque Ele me fortalece.
Isto para dizer que nem tinha lido este maravilhoso post com o qual concordo plenamente.
Não posso falar por experiência própria porque não sou casada e por esse motivo não sou mulher nem mãe... Contudo, ao olhar para a Palavra de Deus, entendo que a mulher é a ajudadora, é a que dá equilibrio à casa: com os filhos e marido. Só consegue isso plenamente se estiver em casa e por esse motivo é mto importante o seu papel e é acima de tudo um Ministério da sua vida: dá felicidade, atenção, alegria, equilibrio, serenidade, hospitalidade,etc.. É em casa que o marido, depois de um dia de trabalho vai encontrar a paz, através do culto doméstico que só pode ser conseguido se a mulher estiver serenamente em casa.

Infelizmente, o ser-humano destruiu tanto o que Deus formou, que hoje em dia a maior parte dos casais veem-se obrigados a trabalhar p sustentar a familia.

Contudo, acho que é de um imenso valor, o trabalho que a mulher tem em casa e deve ser visto como um Serviço a Deus. Porque não é a familia o plano de Deus?

Beijocas:)

. said...

Apesar de trabalhar fóra, eu acredito que é muito melhor uma mulher estar em casa do que na rua, a trabalhar. É melhor para ela, para os filhos e para o marido. Assim uma mulher pode ser muito melhor mãe e esposa. E muito melhor como pessoa, muito mais realizada. Muitas mulheres que trabalham fóra não percebem isto, ou não querem perceber.
Então por que é que trabalha fóra ? - hão - de perguntar.
Por causa do dinheiro!
Alfazema

PS.: não podemos esquecer que a casa é muito melhor que a rua!