Thursday, November 29, 2012

Estando na Brecha

«No livro Glorious Intruder (Intruso Glorioso), Joni Eareckson Tada escreve sobre Diane, que sofre de esclerose múltipla: "No seu santuário silencioso, Diane volta a sua cabeça para o quadro de cortiça na parede. Os seus olhos observam cuidadosamente cada cartão. Cada foto. Cada pedaço de papel rasgado cuidadosamente alinhado numa fileira. O silêncio é quebrado quando Diane começa a murmurar. Ela está a orar. Alguns olhariam para ela, rígida e imóvel, e abanariam as suas cabeças, 'Que pena, a sua vida não tem significado'. Mas Diane confia, convicta de que a sua vida tem significado e que o seu trabalho de oração conta. Ela move montanhas que bloqueiam os caminhos dos missionários. Ela ajuda a abrir os olhos dos que são espiritualmente cegos no sudeste da Ásia. Ela afasta o reino das trevas que escurece os becos e ruas dos gangues a leste de Los Angeles. Ela ajuda mães sem-abrigo, crianças abusadas, adolescentes desesperadas, e idosos que morrem esquecidos no lar ao fundo da rua onde ela vive. Diane é uma intercessora. Ela ouviu o chamamento de Deus: 'E busquei [...] um homem que estivesse tapando o muro, e estivesse na brecha perante mim por esta terra.'" Então, Diane está nas linhas da frente que promovem o evangelho de Cristo, aguentando santos fracos, inspirando crentes duvidosos e alegrando o seu Senhor e Salvador.»
 
Do devocional A Palavra para hoje

Monday, November 26, 2012

Back to Happy Homemaker Monday!

The Weather:::
Cloudy but not cold. It rained a bit during the morning.

Right now I am:
Enjoying time with family.

Thinking:
That I miss my Granny so much.

On my reading pile:::
I think I have too many right now! I haven't read much lately.

On my tv:::
Tv is off!

On the menu for this week:::
I haven't done menu planning lately but I'll have to do this week.

On my to do list:::
Helping DD with school work.

What I am sewing, crocheting, knitting or creating:::
Christmas cards.

Homemaking Tips:::
No tips....

Looking around the house:::
Very quiet. My nephew and niece are here and they are both sleeping.

From the camera:::
My new bed...I love it!



On my prayer list:::
My friend Júnior, who has lost his mother, and little Petra.

Bible verse, Devotional:::
"The eternal God is your refuge,
and underneath are the everlasting arms."
Deuteronomy 33:27

Join Sandra at Diary of a Stay at Home Mom

Friday, November 23, 2012

Expectativas

Depois de largos meses sem escrever regularmente no meu blogue, estou de volta! Como acredito que nada na vida acontece por acaso, senti que o facto de nestes últimos dias tanta gente me ter perguntado pelo blogue (depois de meses e meses sem ninguém perguntar nada) deveria significar alguma coisa. E eis-me aqui. Como sou um bom exemplar do género «complicado», sinto logo a necessidade de me justificar. Mas hoje vou ser forte e resistir!!! E vou fazer como algumas crianças. «Porque deixaste de escrever?» «Porque sim!» «Porque voltaste a escrever?» «Porque sim!» Acho que é razão mais do que suficiente, não vos parece?
 
Há no entanto uma mania minha à qual não vou resistir hoje: a de reflectir sobre as coisas que vejo à minha volta, ou que acontecem comigo. E hoje apetece-me falar de expectativas. Não esperem nenhum tratado sobre o assunto, até porque não sou especialista, mas parece-me que o facto de termos expectativas (sobretudo demasiadas expectativas) em relação aos outros é uma das principais fontes de desentendimento entre as pessoas. E o pior é que às vezes elas nem se chegam a desentender. Criamos a expectativa, ela não é correspondida, ficamos desapontados e tornamo-nos frios em relação ao outro....às vezes até agressivos....e nunca lhe explicamos o porquê. Eu prefiro mil vezes que venham ter comigo e me digam: «eu criei esta expectativa em relação a ti e tu desapontaste-me».  E eu posso explicar-me, ou não. Mas posso sempre pedir perdão. E ser perdoada. Ou não.
 
Uma vez ouvi um pastor contar que antes do seu casamento disse à sua futura mulher: «Eu não tenho quaisquer expectativas em relação a ti, por isso tudo o que vier de bom é lucro.» Achei graça a isto porque, de facto, não deveríamos ter expectativas em relação a nada, e muito menos em relação às pessoas. Eu sei, somos seres humanos, e é normal que sejamos assim. Mas creio que podemos trabalhar isso e pedir a Deus que nos aperfeiçoe também nessa área. Todo o ser humano, por muito que goste de nós, e por muito boas intenções que tenha, falha. Isto para não falar das naturais diferenças entre as pessoas, que também contribuem para o desapontamento causado por expectativas não correspondidas. Sendo assim, o melhor caminho é sem dúvida não esperar nada. Jesus, que deve ser o nosso modelo, não teve expectativas em relação a ninguém. Aliás, Ele foi ainda mais longe. Sabendo que ia ser traído, continuou a amar. E morreu por todos nós.
 
Eu fico sempre muito triste e magoada (e sim, isto aconteceu-me recentemente e por isso escrevo sobre o assunto) quando alguém me trata menos bem ou se afasta de mim pelo facto de eu a ter desapontado. Sobretudo porque não tive qualquer intenção de o fazer. E estava convencida de que eu não criava expectativas em relação aos outros. Mas estava tão enganada! Quanto mais não seja, crio a expectativa de que os outros sejam como eu e não criem expectativas. Parece confuso? Não é! É mesmo assim!