Tuesday, March 20, 2012

Reflexões

  É impressão minha ou este está a ser um ano particularmente difícil para toda a gente? Todos os anos há naturalmente situações difíceis para uma série de gente. Mas este parece ser um ano em que ninguém escapa à dificuldade. E não falo apenas da crise. Ainda estamos no início do ano e à minha volta só vejo mortes, doenças graves, cirurgias, entre muitas outras coisas. E não me refiro ao que vejo, oiço e leio nas notícias. Tenho visto tudo isto a acontecer em pessoas que me são próximas ou que eu conheço.
  Não sei o porquê mas sei que, embora devamos depender de Deus todos os dias, é nestas alturas que melhor aprendemos a fazê-lo.

  E por falar em porquês, há em nós, seres humanos, uma necessidade terrível de encontrar respostas para tudo. E eu não sou excepção embora essa minha busca por respostas tenha acalmado muito. Mas estas minhas reflexões são muitas vezes uma tentativa de perceber algumas coisas, sobretudo os outros.
  Sempre que morre alguém jovem, as pessoas apressam-se a dizer que isso só aconteceu porque Deus precisava daquela pessoa lá no céu e que só os bons é que morrem cedo e os maus ficam cá todos. Ainda que eu perceba que isto é dito com a melhor das intenções, e ainda que eu própria não entenda o porquê, não me parece que Deus de vez em quando se veja de tal forma aflito lá por cima que tenha de vir aqui buscar alguém para O ajudar. Como também sei que não fica cá ninguém, nem mesmo os maus, e que temos inúmeros exemplos de bons que morreram tarde e de maus que morreram cedo.
  E já agora, se somos "bons" é somente pela graça de Deus. E o coração de cada um, só Ele é que conhece verdadeiramente.